Quem tem dor nas costas pode fazer exercícios físicos?

3 de abril de 2018 | sem comentário | Categoria(s): dores nas costas, Exercícios para coluna

Com acompanhamento médico adequado, exercícios físicos podem ser realizados e até aliviam sintomas das dores nas costas

Os dados são alarmantes: a cada dez pessoas, oito terão dor nas costas ao longo da vida, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Só no Brasil, 27 milhões de pessoas sofrem com o problema, que afeta principalmente os idosos (28,9% são atingidos), mas também pessoas mais novas (26,6% acima dos 40 anos e 8,7% com idades entre 18 a 29 anos), de acordo com a Pesquisa Nacional da Saúde. Seja por hobbie, para manter a boa forma física ou o sedentarismo, é comum que os milhões de afetados pelas dores nas costas se perguntem: será que eu posso fazer exercícios físicos?

Na verdade, a prática de exercícios físicos é uma das melhores maneiras de prevenir as dores nas costas. Entretanto, é recomendável que eles sejam realizados com a orientação de um profissional de saúde ou educador físico especializado, que saberá indicar os melhores exercícios para cada um. O ideal é que o programa de atividades físicas para quem sofre com dores nas costas seja focado em flexibilidade, resistência e no fortalecimento da musculatura, pois a coluna vertebral precisa de suporte, e é essencial que seus músculos estejam nas melhores condições para oferecer estabilidade às articulações.

No caso de crises de dores na coluna, seja por lombalgia crônica, ou qualquer outro tipo de dor lombar ou na coluna cervical, o mais indicado é optar pelo repouso ou pelo movimento?

Mesmo que o descanso total seja importante em algumas situações, o imobilismo pode prejudicar ainda mais as dores crônicas na coluna vertebral. “É comum que os movimentos do tronco e dos membros fiquem comprometidos durante uma crise aguda de lombalgia, mas, após o diagnóstico eficaz e tratamento médico adequado, o retorno gradual aos exercícios físicos rotineiros é muito importante”, explica o doutor Ailton Moraes, responsável pela Clínica Vertebrata, de Porto Alegre.

Voltando a praticar exercícios físicos após a dor nas costas: alongamento

Essa retomada só deve ser promovida após o tratamento adequado e personalizado para a crise de dores nas costas, que pode ser realizado com medicamentos, cuidados terapêuticos, como fisioterapia, alongamentos ou, em níveis mais extremos, injeções para alívio ou bloqueio da dor. Em alguns casos, o alongamento da coluna é justamente prescrito como parte dos tratamentos contra dor nas costas, pois ajuda a reduzir a dor e a prevenir futuras crises ou contusões, desde que sejam realizados com acompanhamento profissional.

alongamento para dor nas costas

A coluna é uma estrutura complexa composta por tendões, ligamentos, músculos e ossos, a que permite a carga do peso do corpo e vários tipos de movimentos do corpo – por isso, mantê-la saudável com exercícios de alongamento, ajudam a conservar a flexibilidade dos ligamentos e músculos. Com diferentes tipos de alongamentos para coluna, é possível melhorar o estresse das articulações e do fluxo sanguíneo e a circulação de nutrientes.

Musculação X dores na coluna

Segundo um estudo divulgado no Journal of Strength Conditioning Research, as atividades com peso também são recomendadas para quem sofre de dores nas costas. A realização de musculação foi comparada com treinamento aeróbico em pessoas com lombalgia idiopática ao longo de 16 semanas, e a pesquisa concluiu que o grupo que fez musculação apresentou melhoras nos níveis de dor, na capacidade funcional e na qualidade de vida.

Já os participantes do treinamento aeróbico não apresentaram tais melhoras – ou seja: com acompanhamento profissional, os exercícios de musculação podem sim ser realizados, pois são grandes aliados no combate à dor lombar. Afinal, a musculação ainda:

  • ajuda a tonificar os músculos, beneficiando o condicionamento físico e fortalecimento muscular;
  • previne lesões;
  • melhora a postura e a boa aparência física
  • proporciona o ganho de massa muscular;
  • ajuda a melhor a coluna e rejuvenesce.

A regularidade, intensidade, autoconhecimento (respeitar seus limites é primordial) e postura correta durante a musculação são questões fundamentais. Para definir a periodicidade, auxílio no peso das cargas e intensidade dos exercícios, o acompanhamento de um profissional especializado indispensável, pois só ele saberá exatamente quais músculos trabalhar e com qual intensidade para prevenir futuras crises de dor na coluna, tudo com recomendação médica.

Natação e hidroginástica: redução dos sintomas das dores nas costas

Uma das atividades físicas mais completas, a natação envolve movimentos que ativam grande parte dos músculos, o que beneficia a flexibilidade e a postura. Outros benefícios são a perda calórica, equilíbrio muscular e relaxamento dos músculos, o que ajuda a diminuir os sintomas de dores nas costas, além de ativar a circulação sanguínea, que também alivia as crises.

Os esportes aquáticos, como natação e hidroginástica, são ideais para aqueles que sofrem com lesões ou crises agudas de dores nas costas, pois durante a prática os músculos trabalham mais do que em atividades em terra, o que requer um gasto de energia maior. A postura e a coordenação motora, bem como o condicionamento físico, também são aprimorados com a prática da hidroginástica, que ainda melhora o humor a disposição, pois a água morna reduz a ansiedade e inclusive o estresse, que podem ser fatores decisivos para o surgimento dos sintomas de dor na coluna.hidroginastica para idosos

“Quando comparadas com os exercícios físicos em terra, a natação e a hidro são ainda mais benéficos, pois a água reduz em até 80% o peso corporal, o que causa menos pressão nas articulações, costas e dorso. Mas, de uma forma geral, as condições do paciente precisam ser previamente avaliadas.”, afirma o Dr. Ailton, médico responsável pela clínica da coluna Vertebrata.

Ou seja: sentir dores na coluna, desde que não sejam muito fortes, não é razão para pausar as atividades físicas. Pelo contrário: fazer exercícios é mais uma motivação para que o sedentarismo não afete a qualidade de vida daqueles que sofrem com seus sintomas.

Já que as dores na coluna são quase inevitáveis para a maioria dos seres humanos, o melhor a fazer é tomar precauções, como manter uma alimentação saudável e fazer exercícios físicos regularmente, o que vai proporcionar um melhor condicionamento fazendo com que as dores nas costas diminuam seus efeitos.


Leia também


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of