Tratamento para osteoporose começa por uma boa alimentação

25 de agosto de 2017 | sem comentário | Categoria(s): Osteoporose

A ingestão de suplementos e alimentos ricos em cálcio e vitaminas ajuda no fortalecimento dos ossos e tratamento da osteoporose

vertebrata - tratamento osteoporoseSegundo o Ministério da Saúde, 10 milhões de brasileiros sofrem de osteoporose, que é caracterizada por resistência óssea baixa e risco crescente de fraturas. As mulheres são as mais atingidas: uma a cada três acima dos 60 anos tem a doença, que causa cerca de 2,4 milhões de fraturas anualmente no Brasil.  A boa notícia é que medidas adotadas desde a juventude podem prevenir e até também ajudar no tratamento da osteoporose, quando a doença se manifesta.

Entre as causas da osteoporose, estão desde o histórico familiar, até o gênero (o feminino é o que tem mais chances de contrair a doença) e etnicidade, já que caucasianos e asiáticos também são os mais afetados, na frente de negros e hispânicos.

Fatores como nível de estrogênio, baixo peso corporal e histórico de ossos quebrados também podem influenciar os riscos de contrair a osteoporose. Para evitá-la, uma dieta balanceada, com vitaminas e minerais diários para o crescimento ósseo, bem como cálcio e vitamina D, são indicados segundo o doutor Ailton Moraes, médico especialista em coluna e responsável pela Clínica Vertebrata.

A doença não tem cura, mas pode ser tratada com cuidados que beneficiam a massa óssea, fortalecendo os ossos e, consequentemente, diminuindo os riscos de fratura.

Tratamentos medicamentosos para osteoporose

Apesar de não retardarem a doença, tratamentos a base de remédios para a osteoporose ajudam a manter a densidade óssea, além da terapia de reposição hormonal, utilizada em mulheres para reduzir os sintomas da menopausa. Nem sempre esse cuidado é usado, pois, apesar de beneficiar os ossos e diminuir as chances de fratura, ele aumenta ligeiramente os riscos de câncer de mama, de endométrio, ovário e AVC.

Outras opções de tratamento da ssteoporose são:

  • Suplemento de cálcio e vitamina D: ajudam na reabsorção óssea, processo responsável por exterminar as células antigas que formam os ossos, que aumenta com a osteoporose. Devem ser aliados com exposição ao sol e exercícios físicos, além do controle do peso;
  • Teriparatida na forma injetável: diminui o risco de fraturas, marca forte da doença que pode incapacitar e até levar os pacientes à morte;
  • Ranelato de estrôncio: impulsiona o aumento da formação óssea, que é a proteção do corpo contra as fraturas;
  • Calcitonina na forma injetável ou inalatória: proíbe a elevação excessiva dos níveis de cálcio na corrente sanguínea, já que o aumento demasiado também pode fazer mal à saúde.

alimentaçao tratamento osteoporoseAlimentação com cálcio e vitamina D trata e previne osteoporose

O diagnóstico da doença vem acompanhado de mudanças diárias na rotina do paciente, como a terapia nutricional. A técnica pode sugerir desde suplementos com cálcio, que podem ser encontrados em farmácias, lojas de produtos naturais ou supermercados, no formato de comprimidos como Calcium D3, Calcium 500 mg + D, Fixa-Cal, Caltrate 600 + D ou Os-Cal 500 + D; até a ingestão de alimentos ricos no mineral e também em vitamina D, nutrientes essenciais para a saúde óssea.

Porém, a alimentação deve ser acompanhada de uma exposição solar mínima do paciente de ao menos 20 minutos por dia, já que o cálcio não é absorvido pelo organismo sem a presença da vitamina D. A dieta indicada deve incluir alimentos como vegetais de folha escura, leites e seus derivados, ovos e margarinas, óleos de fígados de peixes e amêndoas, ricas em cálcio.

Algumas proibições também devem ser consideradas na dieta

Para quem sofre de osteoporose ou tem deficiência de cálcio, alguns alimentos que retardam a absorção de cálcio devem ser evitados, como batata-doce, espinafre e feijão, pois contêm grandes quantidades de oxalato, um nutriente que dificulta ainda mais a absorção do cálcio pelo organismo. A ingestão de alimentos ricos em cálcio junto com aqueles repletos de ferro, como peixe ou carne, também deve ser evitada, já que assim a absorção dos dois nutrientes fica comprometida.

A ingestão de sal é outra inimiga do tratamento contra a osteoporose, pois aumenta a perda de cálcio pela urina. Já o consumo moderado de cafeína é indicado em uma dieta positiva para pacientes com Osteoporose.

“Qualquer tratamento recomendado por profissionais da saúde é importante, bem como a fisioterapia e os exercícios, porém é essencial que sejam complementados com a exposição solar e uma boa alimentação. Juntas, essas práticas diminuem as dores e aumentam a qualidade de vida dos pacientes com osteoporose”, finaliza o doutor Ailton Moraes.

A osteoporose também pode atingir a coluna causando fraturas nas vértebras.

Para mais informações sobre fraturas decorrentes da osteoporose e o tratamento com cirurgia leia o post sobre Vertebroplastia, uma dessas modalidades.

Para saber mais sobre osteoporose e outras doenças da coluna, acompanhe nosso blog.


Leia também


Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz