Como a Psicologia pode ajudar a tratar sintomas da Fibromialgia

14 de setembro de 2016 | sem comentário

foto02

Muitas vezes os sintomas da fibromialgia podem ser também psicológicos e, por isso, é importante o acompanhamento por parte de profissionais especializados.

A síndrome dolorosa fascial geralmente acompanha a fibromialgia, sendo então possível que se sinta dor nos pontos sensíveis (devido à fibromialgia) e nos pontos-gatilho (devido à síndrome dolorosa fascial).

Em 1990, o American College of Rheumatology resumiu os critérios para a classificação da fibromialgia. Definiram que há 18 pontos no corpo. Para ser diagnosticada como fibromiálgica a pessoa deve sentir dor – não simplesmente sensibilidade – em pelo menos 11 dos 18 pontos sensíveis quando estes forem pressionados.

Os pontos sensíveis da fibromialgia são simétricos; ocorrem dos dois lados do corpo. As localizações dos pontos sensíveis são:

–    Laterais inferiores frontais do pescoço
–    Parte superior do tórax
–    Parte interna dos cotovelos
–    Logo acima da parte interna dos joelhos
–    Nuca
–    Alto dos ombros
–    Alto das costas (omoplatas)
–    Acima das nádegas
–    Quadris

Quando se trata de pontos sensíveis, é importante entender que a fibromialgia não é um transtorno consistente. Isso significa que a pessoa pode sentir dor intensa em algumas regiões num dia e em outras no dia seguinte. Felizmente, há dias em que o paciente pode nem sentir dor. Se ele consultar o médico num dia em que esteja sentindo menos dor que o normal, o médico pode achar que ele não tem fibromialgia. Por isso é vital monitorar os pontos sensíveis de dor (mantendo um diário, por exemplo) para garantir o diagnóstico apropriado.

Como os psicólogos auxiliam os pacientes de Fibromialgia

Dor, especialmente a dor da fibromialgia, nem sempre é apenas física.

Cerca de 30 % dos fibromiálgicos sofrem de depressão, ansiedade ou alguma forma de transtorno de humor. Os pesquisadores ainda não definiram se é a fibromialgia que provoca esses estados ou vice-versa, mas o que ficou claro é que quando o estado mental sucumbe à dor física, esta fica mais forte. É por isso que o médico pode recomendar uma consulta a um psicólogo ou psiquiatra.

A fibromialgia é uma condição complicada. Seus sintomas são variados e geralmente causarão impacto à nossa vida de modos que transcendem a dor física. Dor e fadiga por si só podem ser suficientes para alterar de modo negativo nosso estilo de vida, assim afetando o humor. Para controlar os sintomas, pode ser necessária uma abordagem multidisciplinar, incorporando medicação, fisioterapia e psicologia.

A terapia mental e emocional pode ser apenas uma parte do tratamento da fibromialgia.

A diferença entre depressão e ansiedade

As pessoas muitas vezes agrupam depressão e ansiedade. É verdade que a pessoa pode ser deprimida e ansiosa, mas não se tratam de distúrbios sinônimos.

A depressão se caracteriza por uma tristeza extrema e crônica. Pode-se dizer que se está deprimido após um dia particularmente ruim no trabalho, mas a verdadeira depressão é muito mais significativa.

As pessoas lidam com a depressão de modo próprio. Talvez chorem ou tenham acessos de ira. Podem passar a maioria dos dias na cama ou comer em excesso em reação à dor que sentem. Qualquer que seja o motivo, o importante é reconhecer a mudança no comportamento. Se você se flagrar pensando “Eu não costumava me sentir assim. Minha vida era melhor”, é hora de consultar o médico ou terapeuta.

Ansiedade, por outro lado, é conhecida por suas intensas sensações de pânico, medo e preocupação excessiva. Talvez você sinta que o coração disparou, na verdade de tal modo que pode confundir a ansiedade com um problema cardíaco.

A ligação com a fibromialgia

Para ajudar a entender como a fibromialgia se relaciona à depressão e à ansiedade, assim como para ver as diferenças entre os dois transtornos, compare alguns dos sintomas na tabela abaixo.

Nota: os símbolos indicam os sintomas mais associados com o transtorno (isto é, pode-se ter menos sono que o normal se tivermos depressão, mas é mais comum dormirmos mais que o usual).

Sintoma                          Fibromialgia               Depressão           Ansiedade

Agressividade ou raiva                 x                                        x
Mudanças de apetite                    x                                        x                             x
Desamparo                                     x                                        x                             x
Pânico ou medo                                                                       x
Menos sono                                    x                                        x
Mais sono                                       x
Problema de concentração         x

Como encontrar um profissional de saúde mental

Há vários tipos de profissionais, entre eles psicólogos e psiquiatras, treinados para diagnosticar e tratar qualquer perturbação mental ou emocional que a pessoa esteja experimentando. O médico pode ajudar na escolha daquele que mais pode ajudar. Os psicólogos são profissionais formados para tratar problemas mentais e emocionais, que usam diversas terapias (por exemplo, a cognitiva comportamental). Os psiquiatras são formados em medicina e podem receitar medicações que auxiliem na depressão e/ou ansiedade.

Como, sem dúvida, você deve saber, a dor física da fibromialgia é debilitante. Quando seu impacto é adicionado ao estado mental e emocional, sua qualidade de vida pode ser gravemente afetada.

Reconhecer que sua dor não é só física pode ser difícil e consultar um profissional de saúde mental pode ser assustador, mas fazer isso pode diminuir as dores da fibromialgia. Mesmo que você não necessite de medicação, a consulta a um profissional de saúde mental é extremamente benéfica. A possibilidade de falar abertamente sobre sua experiência com a fibromialgia pode ser terapêutica por si só.

Se você tiver fibromialgia e perceber uma mudança em sua perspectiva da vida, não hesite em procurar auxílio psicológico. O principal objetivo á ajudá-lo a se sentir melhor consigo mesmo e resgatar uma vida plena e feliz.

Aviso legal:

Essas informações não devem substituir o julgamento independente de um médico sobre a adequação ou riscos de um procedimento para um dado paciente. Sempre consulte seu médico sobre suas condições clínicas. SpineUniverse não fornece conselho médico, diagnóstico nem tratamento.

Acompanhe em nosso blog mais sobre causas, sintomas e tratamentos para Fibromialgia e outros assuntos.


Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz