Entesite: a dor que pode indicar um problema maior, a espondilite anquilosante

13 de junho de 2024 | sem comentário | Categoria(s): Sem categoria

Nosso corpo dá sinais, especialmente quando o assunto é saúde. A entesite pode ser um possível sinal precoce da espondilite anquilosante (EA). Antes de explicarmos o motivo, é importante entender o que são entese e entesite.

O que é entese e entesite?

A entese é o local onde os tendões (que conectam os músculos aos ossos) e ligamentos (que conectam os ossos entre si) se fixam ao osso. A entesite é uma inflamação nesses locais, que pode causar dor e inchaço.

Relação entre entesite e espondilite anquilosante

O desenvolvimento de entesite está associado ao gene HLA B27, que também está fortemente relacionado à espondilite anquilosante. As duas condições frequentemente ocorrem juntas; até 58% dos pacientes com EA também apresentam entesite. O vínculo é tão forte que a entesite é considerada uma característica da EA.

Sintomas da entesite

A entesite pode causar dor em qualquer lugar onde um osso encontra um tendão. Ela frequentemente afeta locais associados à espondilite anquilosante, como a pelve e a região lombar. No entanto, a dor também pode ser sentida em áreas periféricas, como joelhos, calcanhares e solas dos pés.

Isso significa que a dor em qualquer uma dessas áreas, assim como na região lombar, pode ser um sinal de alerta para a entesite e para a EA.

Diagnóstico da entesite

Identificar a entesite pode ser complicado, pois os sintomas nem sempre estão presentes e os métodos de diagnóstico atuais são pouco sensíveis. Assim como para a espondilite anquilosante, o diagnóstico precoce é crucial.

Como é feito o diagnóstico da entesite?

O diagnóstico da entesite não é muito complexo. Um reumatologista pode realizar um exame físico, pressionando as extremidades dos tendões e ligamentos para verificar a presença de dor. Manter um registro dos sintomas e compartilhá-los durante a consulta também pode ajudar.

Se o exame físico não for suficiente devido ao inchaço ou à inacessibilidade do local da dor, exames de imagem, como ultrassonografia ou ressonância magnética, podem ser utilizados. Se você ainda estiver com dor e seu médico não detectar entesite, sugira essas opções para confirmar o diagnóstico.

Como melhorar a qualidade de vida com entesite?

Enquanto você aguarda um diagnóstico, várias medidas podem ser tomadas para gerenciar o desconforto. Dicas gerais de autocuidado para inflamação incluem:

  • Banhos quentes
  • Uso de palmilhas
  • Compressas de gelo para reduzir o inchaço das articulações
  • Massagens profissionais

Lembre-se: uma dor persistente pode se tornar um problema grave se não for tratada adequadamente. Busque ajuda médica e cuide da sua saúde.

 


Leia também