O que é Sacroileíte?

26 de junho de 2024 | sem comentário | Categoria(s): Sem categoria

A sacroileíte é uma inflamação da articulação sacro-ilíaca, que conecta a base da coluna vertebral (osso sacro) à pelve (ossos ilíacos). Essa articulação, a maior do corpo humano, desempenha um papel crucial na sustentação do peso e na estabilidade durante a locomoção. Apesar de sua importância, a sacroileíte é frequentemente mal diagnosticada como uma simples dor lombar baixa, resultando em tratamentos inadequados e persistência da dor.

 

Anatomia da Articulação Sacro-ilíaca

A articulação sacro-ilíaca é uma diartrose pouco móvel, revestida por uma cápsula articular fibrosa que contém líquido sinovial. Entre os ossos, uma superfície cartilaginosa facilita o movimento limitado, enquanto diversos ligamentos fornecem suporte adicional. Essa estrutura ajuda a suportar o peso do corpo e permite estabilidade para atividades como andar. Músculos importantes como o glúteo máximo, glúteo médio, piriforme, grande dorsal e eretores da espinha contribuem para a estabilidade dessa articulação.

 

Causas da Sacroileíte

A inflamação da articulação sacro-ilíaca pode ser provocada por várias condições:

  • Inflamatória/Reumatológica: Espondiloartropatias são doenças reumáticas que frequentemente afetam as articulações sacro-ilíacas.
  • Degenerativa: O desgaste natural das articulações pode levar à sacroileíte, especialmente em idades avançadas.
  • Traumática: Lesões diretas ou indiretas na região podem inflamar essa articulação.
  • Metabólica: Distúrbios metabólicos que afetam os ossos e articulações podem ser fatores contribuintes.
  • Infecciosa: Infecções podem ocasionalmente se estabelecer na articulação, causando inflamação.
  • Neoplásica: Tumores nas proximidades ou dentro da articulação podem causar sacroileíte.
  • Pós-artrodese lombar: Cirurgias prévias na coluna lombar podem levar a mudanças biomecânicas que afetam a articulação sacro-ilíaca.
  • Gravidez: As alterações hormonais e o aumento do peso podem pressionar a articulação sacro-ilíaca.
  • Obesidade: O excesso de peso impõe estresse adicional sobre a articulação.

Dada a variedade de possíveis causas, um diagnóstico preciso é essencial para o tratamento eficaz da sacroileíte. Tratamentos específicos para a causa subjacente, junto com terapias de suporte como fisioterapia, podem oferecer alívio significativo e ajudar a evitar a persistência da dor. Portanto, se você está enfrentando dor persistente na região lombar, é crucial consultar um especialista para avaliação adequada e tratamento direcionado.

Os sintomas da sacroileíte podem ser semelhantes aos de outras condições que afetam a coluna lombar ou os quadris, tornando essencial uma correta diferenciação para um tratamento adequado. A dor associada à sacroileíte geralmente se concentra na articulação sacro-ilíaca e apresenta características distintas, incluindo:

  1. Localização da Dor: A dor típica da sacroileíte é frequentemente sentida abaixo do dermátomo da raiz de L5, que é uma área específica da pele que é inervada principalmente por um único nervo espinhal. Em casos de sacroileíte, a dor é mais comum nas laterais da coluna, ao contrário da dor lombar simples que se concentra mais na região central.
  2. Modificações com a Postura: A dor pode piorar ao mudar da posição sentada para em pé, sugerindo um estresse aumentado sobre a articulação sacro-ilíaca nessas transições.
  3. Impacto dos Movimentos do Tronco: Atividades que envolvem a flexão do tronco, como se curvar ou subir escadas, podem intensificar a dor, devido ao aumento da carga mecânica sobre a articulação sacro-ilíaca.
  4. Atividade versus Repouso: Curiosamente, a dor pode melhorar com a deambulação ou caminhada, uma vez que o movimento moderado pode ajudar a aliviar a rigidez e melhorar a circulação na área afetada.
  5. Sensibilidade ao Toque: Dor e sensibilidade à palpação na região da articulação sacro-ilíaca são indicativos claros da condição. A pressão direta sobre esta articulação durante exames físicos pode reproduzir a dor e auxiliar no diagnóstico.
  6. Irradiação da Dor: Embora a dor se concentre na região lombar baixa e nas laterais, ela pode irradiar para os glúteos e até mesmo para a coxa, refletindo a complexidade das conexões nervosas na área.

Devido à proximidade com outras estruturas críticas e a similaridade dos sintomas com outras condições, é crucial realizar uma avaliação detalhada por um profissional de saúde qualificado. A identificação correta dos sintomas da sacroileíte é fundamental para estabelecer um plano de tratamento eficaz que possa aliviar a dor e melhorar a qualidade de vida do paciente.


Leia também