Síndrome da coluna rígida: conheça essa rara doença de origem autoimune

13 de julho de 2017 | sem comentário | Categoria(s): doenças da coluna

Também chamada de Síndrome de Moersch-Woltmann, a doença que causa rigidez na coluna é considerada uma das mais raras em âmbito neurológico, com prevalência estimada em 1/1.000.000

Descrita pela primeira vez em 1956 por Moersch & Woltman, a Síndrome da Coluna Rígida é uma doença rara, caracterizada pela rigidez gradativa do tronco e/ou membros, geralmente associada a espasmos dolorosos e contratura da região vertebral. Tais sintomas são causados por desordens neurológicas de origem autoimune e se manifestam principalmente em pessoas acima de 40 anos, sendo que apenas 5% dos casos ocorrem em crianças ou adolescentes.

Como a doença limita a amplitude dos músculos e articulações, o paciente afetado passa a andar como um “soldado de chumbo”, movendo-se lentamente, com a postura demasiado rígida. Nos estágios avançados da síndrome, podem ocorrer disfunções respiratórias e até mesmo lesões causadas por violentos espasmos musculares.

coluna rigidaFormas de manifestação da Síndrome da Coluna Rígida

A literatura médica registra seis formas diferentes da doença:

  • Clássica: atinge apenas a região lombar e as pernas;
  • Variante 1:atinge somente um membro, deixando sua postura distônica;
  • Variante 2: desarticula o movimento funcional;
  • Variante 3: associada à distonia e ao parkinsonismo (tremores em repouso);
  • Variante 4: associada à paraparesia espástica hereditária;
  • Raríssima: a rigidez atinge todo o corpo.

Geralmente, os pacientes com Síndrome da Coluna Rígida apresentam também outras doenças autoimunes como diabetes tipo 1, tireoidopatias de Graves e Hashimoto, vitiligo e anemia perniciosa.

Sintomas primários e secundários

Os espasmos musculares causados pela Síndrome da Coluna Rígida são involuntários e considerados o sintoma primário da doença junto aos episódios de rigidez acentuada dos músculos, que costumam ocorrer após momentos de estresse, “tempestades” emocionais ou situações de pressão social.

O paciente pode apresentar, secundariamente, sintomas como dores na coluna, hiperlordose, desequilíbrio e vulnerabilidade a quedas, fraturas e luxações, sobretudo quando os músculos vertebrais são afetados. Há também riscos de deformidades nos braços ou pernas, devido à repetição das contraturas musculares.

Diagnóstico e tratamento da Síndrome da Coluna Rígida

A confirmação da doença pode ser feita por meio da eletroneuromiografia e exames sorológicos que detectam anticorpos como anti-GABARAP (proteína associada ao receptor GABA-A), anti-gefirina, anti-fifisina e anti-GAD65. Radiografias, ressonância magnética e tomografias também podem ser solicitadas caso o médico necessite investigar a possibilidade de outras doenças.

eletroneuromiografiaO tratamento da Síndrome da Coluna Rígida deve ser conduzido por um médico neurologista especialista em coluna, que poderá prescrever baclofeno, gabapentina, benzodiazepínicos e medicamentos anti-epilépticos como valproato e levetiracertam. A terapia imunológica com imunoglobulina, transfusão de plasma ou aplicação do anticorpo monoclonal anti-CD20 (rituximab) também pode ser recomendada.

No geral, os tratamentos conseguem trazer uma longa remissão dos sintomas, contribuindo para a qualidade de vida do paciente e diminuindo consideravelmente os prejuízos sociais e profissionais causados pela doença.

Fisioterapia como tratamento complementar

Conforme indicam especialistas, a fisioterapia pode atuar como coadjuvante no tratamento da Síndrome da Coluna Rígida, ajudando na redução dos espasmos musculares.

Nas sessões fisioterapêuticas, o paciente deverá fazer exercícios de transferência de decúbito, alongamento e relaxamento muscular, e treinamento progressivo da caminhada, de modo a melhorar sua postura e amplitude de movimento.

O caráter crônico e gradativo da doença justifica a recomendação contínua da fisioterapia, uma vez que ela é capaz de aliviar os sintomas e promover o bem-estar do paciente.

A busca por um médico especialista

Ter o acompanhamento de um neurologista ou neurocirurgião é indispensável para tratar a Síndrome da Coluna Rígida. Na Clínica Vertebrata, os pacientes com doenças raras da coluna podem contar com a expertise do Dr. Ailton Moraes — Membro titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, Academia Brasileira de Neurocirurgia e Sociedade Brasileira de Coluna, bem como da North American Spine Society e Spinal Artroplasty Society. Para agendar uma consulta, entre em contato conosco.

Médico neurocirurgião especialista em tratamentos da coluna vertebral, é membro titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, Academia Brasileira de Neurocirurgia e Sociedade Brasileira de Coluna, bem como da North American Spine Society e Spinal Artroplasty Society.


Leia também

  • SpineWeek 2012SpineWeek 2012 Olá leitores do Blog Vertebrata , essa semana o  Dr Ailton Moraes estará presente no SPINEWEEK 2012, na cidade de Amsterda,  o evento conta com o apoio da Sociedade Brasileira de […]
  • Exercício físico diminui as dores nas costas e ajuda nos tratamentos de colunaExercício físico diminui as dores nas costas e ajuda nos tratamentos de coluna Você sabia que os exercícios físicos são um ótimo tratamento para coluna? Pesquisas revelam que aproximadamente 60 milhões de pessoas sofrem com dores nas costas no Brasil, sendo que um […]
  • Dor cervical e seu tratamentoDor cervical e seu tratamento O aparecimento de dores no pescoço pode ser provocado por várias situações, já que qualquer alteração numa das inúmeras e distintas estruturas dessa zona pode provocar a manifestação de […]
  • Dor na coluna x GestaçãoDor na coluna x Gestação As terríveis dores nas coluna e lombar durante a gravidez podem ser diagnosticadas e tratadas A dor nas costas durante a gestação ou após o parto é uma queixa bastante comum. Estima-se […]
  • Osteoporose pode causar fratura na coluna. Saiba como prevenir!Osteoporose pode causar fratura na coluna. Saiba como prevenir! Falta de cálcio nos ossos decorrente da osteoporose causa maior número de fraturas na coluna vertebral. Uma das doenças que mais atingem a população da terceira idade, mas que pode se […]
  • Tratamentos para dor nas costas que podem ser feitos em casaTratamentos para dor nas costas que podem ser feitos em casa Algumas atitudes servem como tratamentos de emergência para dor nas costas. Em alguns casos, quando algum trauma acontece, há tratamentos para dor nas costas que podem ser feitos em casa, […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *