Como criar uma estratégia de tratamento para dor nas costas – Parte 2

13 de outubro de 2015 | sem comentário | Categoria(s): dores nas costas

Hoje continuamos nossa série de dicas do que você e seu médico podem fazer para melhorar a sua dor nas costas.

doenças na coluna

O que você pode fazer?

Participar ativamente do seu tratamento ajuda. Aprenda tudo que puder sobre o seu problema.  Depois ajude seu médico a decidir pelos procedimentos que mais combinam com você. Idealmente, esse “tratamento centrado no paciente” significa que suas expectativas e preferências – não as do seu médico – deveriam orientar o plano de tratamento.

Comunique ao seu médico seus objetivos e preferências. O quanto você está preparado para trabalhar na reabilitação? Você está disposto a fazer bastante exercício físico? Você tem aversão a tomar medicamentos? Que grau de ansiedade você tem em relação à cirurgia? Quais são os mais importantes objetivos do tratamento para você? Talvez você possa viver sem fazer trilhas pelas montanhas, mas ainda quer fazer aquela tão esperada viagem à Europa. Busque uma estratégia que combine com a sua situação.

Assim como não há uma única causa para a dor nas costas, também não há uma solução que sirva para todos. A sua dor nas costas, por exemplo, pode ter sido causada por uma lesão. Nesse caso, pode-se escolher a administração de medicação analgésica como primeiro passo e depois trabalhar com um fisioterapeuta para descobrir maneiras de evitar lesão semelhante no futuro. Ou então a sua dor nas costas pode estar ligada a um estilo de vida sedentário; sendo assim, como o tempo, seu corpo ficou fora de forma. Se esse for o caso, você pode começar uma rotina regular de caminhadas para melhorar o estado físico geral. Talvez você esteja passando por dificuldades no trabalho: baixo salário e insatisfação no serviço influenciam os problemas nas costas. Nesse caso, pode ter chegado a hora de encontrar maneiras de reduzir o nível de estresse ou de procurar um trabalho que seja mais satisfatório.

Mais uma vez, sua estratégia de longo prazo depende do distúrbio propriamente dito e das suas preferências.

Médico neurocirurgião especialista em tratamentos da coluna vertebral, é membro titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, Academia Brasileira de Neurocirurgia e Sociedade Brasileira de Coluna, bem como da North American Spine Society e Spinal Artroplasty Society.


Leia também

  • Dor de cabeça pode ser sintoma de problemas na colunaDor de cabeça pode ser sintoma de problemas na coluna A dor de cabeça é um problema que quase todo mundo sofre. Você sabia que muitas vezes a dor de cabeça pode ser sintomas de problemas de coluna. Quantas vezes você sente aquela dor de […]
  • Anatomia da Coluna: Região SacrococcígeaAnatomia da Coluna: Região Sacrococcígea Para encerrar nossa série sobre a Anatomia da Coluna, hoje vamos falar da região final desta estrutura: a Região Sacrococcígea. Reunimos muita informação para que você possa ter […]
  • Obesidade e problemas de colunaObesidade e problemas de coluna Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mostram que 50,1% dos homens com mais de 20 anos no Brasil estão acima do peso. Entre o público feminino, o índice é de […]
  • Dicas para tratar a dor crônica nas costasDicas para tratar a dor crônica nas costas A dor crônica nas costas pode ser um desafio para tratar. A primeira coisa para aliviar a dor é parar de buscar por uma solução. Não existe uma solução única para a dor lombar crônica. Em […]
  • Ossos fortes ajudam na prevenção da OsteoporoseOssos fortes ajudam na prevenção da Osteoporose Apesar de ser conhecida como uma doença da terceira idade, a prevenção da Osteoporose para evitar a perda da massa óssea deve começar na infância. Mesmo sendo uma doença mais comum em […]
  • O estresse é um inimigo da coluna cervicalO estresse é um inimigo da coluna cervical A dor cervical é uma conhecida de muita gente. Tanto que, estudos indicam, 70% da população sofre, ou sofrerá, de dores no pescoço em algum momento da vida. A incidência do problema pode […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *