Os tipos mais comuns de dores na coluna e suas causas

14 de maio de 2019 | sem comentário | Categoria(s): artrose, coluna lombar, dor na coluna

Lombar, cervical, entorses: descubra os tipos de dores mais comuns na coluna e suas causas

Um dos tipos mais comuns de dores na coluna, a dor lombar pode atingir até 65% das pessoas por ano. Além disso, cerca de 84% das pessoas, em algum momento da vida, irão apresentar esse tipo de problema. Porém, tais dados podem estar subestimados, já que menos de 60% buscam por tratamento. O cenário para quem sofre de dor lombar se complica ainda mais quando o assunto é a causa da dor, já que, na maioria dos casos, ela apresenta caráter multifatorial; ou seja, pode ser ocasionada por uma combinação de fatores, como idade, peso ou até mesmo hereditariedade.

Mas lombar é só uma das dores mais comuns na coluna. Há diversos tipos, cada uma em um local específico das costas, e todas podem afetar a mobilidade e a qualidade de vida de quem sente, principalmente se não forem diagnosticadas e tratadas logo no início. Dessa forma, é possível controlar o seu avanço e tratar possíveis causas que podem fazer com que a dor na coluna salte do estágio de aguda para crônica. 

tipos de dores na coluna

Conheça a seguir alguns dos tipos mais comuns de dores na coluna:

Entorse na lombar

Entre as causas mais comuns de dores na coluna lombar estão as entorses, que apesar de não serem graves, podem se tornar uma das complicações mais dolorosas. Quando os ligamentos da coluna, responsáveis pela união dos ossos, são rompidos ou desconectados completamente das vértebras, ocorre a entorse lombar.

Suas causas estão ligadas à sobrecarga do corpo nos casos de obesidade, à prática de exercícios intensos sem a devida preparação física, à ausência de alongamentos regulares ou ao carregamento de peso excessivo.

Lombalgia

Outro tipo de dor lombar, a mais comum na coluna, é a lombalgia. Esse tipo de dor ocorre na parte baixa da coluna, próxima ao quadril, podendo se estender para a região glútea e para atrás das coxas e é a principal causa de incapacidade no mundo. A dor na lombar se divide entre os casos de desconforto passageiro (aguda) ou quando acompanha o paciente há muito tempo (crônica). Com diversas causas, a lombalgia não é uma doença, e sim um sintoma que reforça a necessidade de cuidado com a saúde das costas, revendo hábitos que prejudicam o organismo.

Diretamente relacionado ao estilo de vida do paciente, esse mal tem causas como o sedentarismo e a má postura. Isso ocorre porque, com uma vida sedentária, ocorre o enfraquecimento da musculatura de sustentação da coluna causando a dor lombar ao pressionar a coluna em excesso. Outros fatores que podem motivar a dor lombar são o estresse e o tabagismo, além do carregamento de peso excessivo e movimentos mal executados.

Espondilose na coluna

Muito comum em adultos acima dos 45 anos e em faixas etárias avançadas, a espondilose, também conhecida como artrose na coluna, é causada pelo desgaste dos discos da coluna. Trata-se do crescimento excessivo dos ossos juntamente com o envelhecimento da coluna, o que faz com esse problema aconteça com a maioria das pessoas à medida que envelhecem. Essa condição degenerativa pode afetar a região cervical (do pescoço), vertebral ou lombar de acordo com o envelhecimento e perfil de cada indivíduo, como estilo de vida e herança genética.

Dor no pescoço

Outra dor comum na coluna, a cervical, começa no pescoço e se irradia para outras regiões, como os ombros e braços. Com sintomas como pescoço rígido, esse tipo de dor pode começar leve e local, como uma sensação de cansaço. Conhecida como torcicolo, a dor cervical afeta a região da coluna que permite que a cabeça tenha boa mobilidade para flexionar para a frente, estender ou girar, movimentos que ocorrem devido às articulações da coluna, protegendo também a medula espinhal.

A degeneração do disco intervertebral, que auxilia na mobilidade do tronco e age como amortecedor do conjunto de vértebras, é uma das principais causas da dor na coluna cervical. Esses discos podem sofrer diversos níveis de degeneração com o passar dos anos, deslocando-se da sua região entre as vértebras e causando a dor cervical.

Esse tipo de dor pode ser causado também pela má postura ao sentar. Outras causas de dor na coluna cervical são a hérnia cervical, que acontece na ruptura da parte externa do disco intervertebral, comprimindo os discos das vértebras cervicais; a artrite cervical, doença degenerativa que afeta o local causando uma deformação das vértebras e comprimindo os nervos, podendo ocasionar traumatismos e até mesmo câncer.

Tratamento para as dores mais comuns da coluna

Ao sentir os primeiros sintomas de dor nas costas, fazer aplicações de bolsa de água quente ajuda no fluxo sanguíneo e no processo de cicatrização podendo acalmar as dores. Casso isso não surta efeito, recomenda-se a busca imediata de ajuda médica. Somente um especialista em dores na coluna poderá diagnosticar a causa e a gravidade do problema com exames clínicos e, em determinados casos, testes mais extensos como tomografia, ressonância magnética ou radiografia.

Assim, o médico poderá recomendar, de maneira personalizada, o tratamento ideal para cada tipo de dor, que podem envolver desde fisioterapia, repouso, alongamentos, medicamentos e até mesmo cirurgia nos casos mais graves.

Médico neurocirurgião especialista em tratamentos da coluna vertebral, é membro titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, Academia Brasileira de Neurocirurgia e Sociedade Brasileira de Coluna, bem como da North American Spine Society e Spinal Artroplasty Society.


Leia também


Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of