Cirurgia endoscópica da coluna é alternativa moderna e segura a outros tratamentos cirúrgicos

3 de março de 2016 | 1 comentário | Categoria(s): coluna vertebral, vertebrata

A endoscopia é uma técnica de mínima invasão e agressividade que permite visualizar o local exato da doença com grande aumento, proporcionando muito mais segurança ao médico e paciente.

Problemas de coluna são comuns no dia a dia moderno. Segundo o último levantamento da Agência Brasil, ao menos 54 milhões de brasileiros sofrem de algum mal, seja ele na região lombar, dorsal ou cervical.

Como as dores de coluna afetam diretamente a qualidade de vida e interferem nas mais simples tarefas cotidianas, qualquer prognóstico cirúrgico dado durante a consulta com ortopedista é recebido com bastante resistência, e a grande maioria dos pacientes se sente exposto a um risco iminente.

O fato é que a medicina acompanha o desenvolvimento tecnológico, e esse vem possibilitado avanços significativos na área cirúrgica.

Avanços tecnológicos na área cirúrgica

Dentre eles destaca-se o uso do endoscópio. Amplamente utilizado nos Estados Unidos e Europa desde a década de 70, o aparelho permite a realização de cirurgias, que seriam complexas se fossem feitas no método tradicional, com um mínimo grau de invasão, trazendo uma série de benefícios aos pacientes que se expõem à intervenção cirúrgica.

O uso do endoscópio para procedimentos cirúrgicos na coluna não representa apenas uma técnica, mas sim uma forma revolucionária de enxergar o problema.

Isso porque, na videocirurgia com endoscópio, o cirurgião consegue direcionar sua visão para qualquer direção a partir da incisão, com toda a nitidez de um monitor Full HD e luminosidade controlada pelo foco de luz acoplado ao sistema, sem que seja necessário expor a área à grandes incisões, o que também diminui consideravelmente o risco de infecções, principalmente as de sítio cirúrgico, que, segundo o Ministério da Saúde, são aquelas adquiridas no ato operatório ou em até 30 dias após. Elas representam até 16% da totalidade dos casos de infecção hospitalar, e por isso não submeter o paciente à internação é uma das grandes vantagens das cirurgias minimamente invasivas.

Além disso, para os pacientes com problemas na coluna, as cirurgias que utilizam o endoscópio apresentam menos agressão aos tecidos e menores cicatrizes. Não há limite de idade ou de condição física para ser submetido a esse método cirúrgico, que é realizado com anestesia local e sedação e apresenta dano interno reduzido, já que há a separação das fibras musculares, e não o descolamento do músculo do osso, reduzindo o sangramento e caracterizando o procedimento como ambulatorial.

doctor-79579_640

Cirurgias de coluna minimamente invasivas em Porto Alegre

Para oferecer mais conforto e segurança para os seus pacientes, a Clínica Vertebrata, de Porto Alegre, acaba de receber o mais atual modelo de endoscópio, desenvolvido especialmente para cirurgias minimamente invasivas. O aparelho, da marca Storz, empresa alemã líder mundial no desenvolvimento destes equipamentos, vai possibilitar a realização de intervenções laboratoriais nos casos de estenose de canal, de forame intervertebral e hérnias de disco, entre outros.

Este novo equipamento e método vêm para somar a todos os outros, também minimamente invasivos, que fazem da clínica Vertebrata uma das referências em procedimentos desta natureza no Brasil.

Médico neurocirurgião especialista em tratamentos da coluna vertebral, é membro titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, Academia Brasileira de Neurocirurgia e Sociedade Brasileira de Coluna, bem como da North American Spine Society e Spinal Artroplasty Society.


Leia também


1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Sandra Mara Torma Sturmer Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
Sandra Mara Torma Sturmer
Visitante
Sandra Mara Torma Sturmer

Fiz cirurgia de Artrodese lombar no ano de 2007 e na cervical 2008 . Motivo acidente . sinto muitas dores principalmente gluteo direiro e perna , pescoço , ombros e braços , as vezes o movimento do pescoso trava . Tomo continuamente Cloridrato de Ciclobenzaprina 10 mg e Gabepentina bem como remedios pra pressao alta , Enalapril 10mg e Hidrocloranteazida 25mg . Minha pergunta e sera que existe alguma coisa que possa ser feita no meu caso para melhorar o meu condicionamento fisico ? Moro em Gravatai RS . Desde ja agradeço !