Sociedade Brasileira de Reumatologia faz alerta na Semana de Combate a Espondilite Anquilosante

25 de maio de 2015 | sem comentário | Categoria(s): coluna vertebral, dor na coluna, dores nas costas, tratamento dor nas costas, tratamento para coluna, tratamentos

Uma das queixas mais frequentes da população, dor nas costas, poder ser mais do que simples “mau jeito”. Pode ser sinal de uma doença crônica séria, inflamatória e progressivamente incapacitante.

A partir da segunda quinzena de maio, a Sociedade Brasileira de Reumatologia (SBR) vai a público com campanha de esclarecimento para a população sobre a espondilite anquilosante. Trata-se de uma doença reumática de caráter inflamatório, crônica, e progressivamente incapacitante, que tem como principal sintoma a dor nas costas, mas que se diagnosticada precocemente pode garantir ao paciente boa qualidade de vida.

shutterstock_191243933

A campanha inclui painéis com informações sobre a doença em locais de grande fluxo de pessoas, como estação de trens, metrô e ônibus e também no site da SBR, onde os interessados podem responder um teste simples, de cinco perguntas, sobre os principais sintomas da doença, além de encontrar o médico da coluna mais próximo de sua região.

A espondilite anquilosante é uma inflamação das articulações da coluna vertebral e outras articulações como quadris, ombros e membros inferiores. Acomete três vezes mais homens do que mulheres e pode apresentar os primeiros sintomas entre os 20 e 40 anos de idade.

Se não diagnosticada e tratada adequadamente, a doença pode levar à incapacidade física, com acentuada limitação dos movimentos e curvatura da coluna que dificulta o caminhar de forma ereta, ficando com o tronco fletido e a cabeça baixa.

Principais Características da Espondilite Anquilosante

A espondilite anquilosante se caracteriza pela dor persistente (por mais de um mês) na coluna e que surge de modo lento ou insidioso, com rigidez matinal (diminui de intensidade durante o dia), melhora com exercício e piora com repouso. É comum a doença iniciar com uma dor nas nádegas, se espalhando pela parte posterior das coxas e inferior da coluna.

Um lado pode ser geralmente mais doloroso do que o outro. A inflamação das articulações entre as costelas e a coluna vertebral pode causar dor irradiada para o peito, que piora com respiração profunda, sentida ao redor das costelas.

Tratamento e Diagnóstico

O diagnóstico é feito com base em exames clínicos, laboratoriais e de imagem (raios-X e ressonância magnética). O tratamento inclui fisioterapia, medicamentos (antiinflamatórios e agentes imunobiológicos) e adoção de hábitos saudáveis, como não fumar e prática de exercícios físicos.


Leia também


Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz