Artrose tem cura? Como tratar esse mal que atinge as articulações?

11 de maio de 2017 | sem comentário | Categoria(s): artrose

Saiba mais sobre tratamentos para cura da artrose, uma doença reumatológica que pode atingir as colunas dorsal e cervical.

O principal sintoma da artrose é a dor, que normalmente piora com esforço físico e alivia com repouso. Normalmente confundida com artrite, a doença atinge principalmente a população acima de 50 anos. Entre as diferenças da artrose e e da artrite, doenças reumatológicas com sintomas parecidos, estão suas respectivas causas: enquanto a primeira costuma estar relacionada à movimentos repetitivos no trabalho, a artrose ocorre por conta de degenerações nas cartilagens, causadas pela idade ou por sintomas hereditários.

As articulações possuem uma cartilagem, que tem a função de proteger os ossos e facilitar o deslizamento entre duas extremidade ósseas, sem causar atrito e uma bolsa cheia de líquido, chamado líquido sinovial o qual protege as articulações durante movimentos repetitivos. Quando essa cartilagem se desgasta, causa inflamação e afeta também os ligamentos. Nesse caso, o líquido sinovial e a membrana que ficam entre os ossos acabam prejudicados, o que faz com o que os movimentos daqueles que sofrem com a artrose sejam limitados e doloridos.

tratamento artrose nas articulacoes artrose tem curaO diagnóstico da artrose na prática

Ao apresentar sintomas como dores nas articulações, cuja tendência é piorar no final do dia, além de inchaços, limitações de movimentos, ‘rangidos’ e calor nesses locais, é importante buscar ajuda médica. “A artrose é diagnosticada por meio de exames de imagens, solicitados após os relatos dos pacientes‘’, esclarece o doutor Ailton Moraes.

Há dois tipos de artrose: a primária e a secundária. Tanto a primária, causada pelo uso repetitivo e envelhecimento das articulações, como a secundária, desencadeada por doenças ou características pessoais do paciente, como diabetes, hereditariedade ou obesidade, por exemplo, apresentam sintomas parecidos e somente o diagnóstico médico é que poderá detalhar a modalidade da doença.

Locais do corpo mais comumente afetados pela artrose:

  • Joelhos
  • Quadris
  • Mãos
  • Coluna
  • Ombros

A artrose na coluna ou espondilose é uma doença degenerativa muito comum em idosos, mas que pode acontecer em qualquer idade, causando dor na coluna, quadril e pescoço. Conhecida por espondilose, a artrose na coluna, quando não tratada, pode levar à limitação da função e perda da estrutura espinhal normal. É um processo natural de envelhecimento que pode afetar qualquer região da coluna (cervical, torácica, lombar, sacral), mas as mais comuns são:

Artrose na coluna lombar

Região da coluna em que a artrose é mais frequente, a lombar é afetada pela doença principalmente por suportar todo o peso do corpo. Esse tipo de artrose costuma ser mais comum em pessoas com mais de 40 anos, que entre suas queixas denunciam dores e rigidez matinal na coluna.

Além de dores locais na lombar, os portadores de artrose na coluna podem apresentar também a dor ‘ciática’, que afeta outros membros do corpo, como as pernas. Outro sintoma nesses casos é a dor causada após a pressão nas vértebras lombares, impulsionada por longos períodos de tempo em que a pessoa se mantém em posições imóveis (sentada, por exemplo).

Artrose na coluna cervical

Nem sempre uma dor no pescoço ou nas costas é algo passageiro, muito menos muscular. Dores repetitivas podem ser sinais de artrose na coluna cervical, a qual é suscetível à doença por seus movimentos repetitivos. Outro fator de risco é a má postura crônica.

Os sintomas da artrose na coluna cervical são os torcicolos, dores que irradiam para os ombros, braços e mãos e até mesmo dificuldade para engolir alimentos.

Artrose tem cura?

O médico responsável pela Clínica Vertebrata responde: “atualmente, ainda não há uma cura completa para essa doença, mas ela pode ser tratada com medicações que combatem as dores e inflamações em conjunto com outras medidas essenciais, como fisioterapia e exercícios terapêuticos”, detalha. Além disso, a restrição de atividades que sobrecarreguem as articulações afetadas, bem como atividades físicas de alto impacto, também são medidas recomendadas para os pacientes com diagnóstico de artrose. Segundo o doutor Ailton, também devem ser priorizados outros fatores de risco para a doença, como tabagismo, consumo excessivo de bebidas alcóolicas, uso de corticoides e obesidade, que ajudam a acelerar o processo de desgaste das cartilagens.

Cirurgia de artrose na coluna

Nos casos em que a artrose atinge níveis incapacitantes, a cirurgia pode ser o melhor caminho. Através da artroscopia é possível reparar ou remover estruturas lesadas, retirando tecidos anormais ou corpos livres para que a função motora seja recuperada, o que consequentemente também alivia os sintomas e melhora a qualidade de vida dos pacientes.

Porém, a prevenção ainda é o melhor remédio para a artrose.

Postura correta, alongamentos, uma alimentação balanceada que ofereça todas as vitaminas e nutrientes necessários para o bom funcionamento do organismo, a ingestão de água e a prática de exercícios físicos são as melhores medidas para evitar a doença.

Please rate this


Leia também


Deixe um comentário

Seja o Primeiro a Comentar!

Notify of
avatar
wpDiscuz