4 doenças reumáticas que podem afetar a coluna

12 de maio de 2020 | sem comentário | Categoria(s): coluna cervical, coluna lombar, coluna vertebral, dor na coluna, dores nas costas, vertebrata

Muitas pessoas se referem ao reumatismo como sendo uma doença quando, na verdade, ele constitui um grupo de centenas de enfermidades que afetam, principalmente, as articulações do corpo.

Uma das áreas que sofre com as doenças reumáticas é a coluna vertebral, por ser composta de diversas juntas, que contribuem para a nossa mobilidade. Em razão disso, hoje nós vamos falar sobre 4 doenças reumáticas que podem afetar a coluna.

Artrite reumatoide

A primeira doença reumática que pode afetar a coluna vertebral da qual vamos falar é, provavelmente, a mais conhecida delas.

A artrite reumatoide é uma doença auto-imune, em que o sistema imunológico ataca células saudáveis do corpo. Nesse caso, ele ataca o tecido que reveste as articulações, chamado de sinóvia.

Na medida que avança, a artrite reumatoide pode causar erosão do osso e deformidade da articulação, ocasionando na limitação da movimentação do paciente para atividades cotidianas. Em casos mais graves, pode afetar órgãos internos.

A predisposição genética é a principal causa da doença, que também pode afetar órgãos como rins e pulmões, além do coração.

Entre os principais sintomas, estão rigidez matinal; fadiga; perda de peso; falta de apetite; febre baixa e inchaço das juntas, acompanhado de dor, sensação de calor e vermelhidão.

A artrite reumatoide pode acometer pessoas de todas as idades, desde crianças até idosos, porém, mulheres entre 50 e 70 anos são as que mais sofrem com a doença.

Ainda não existe cura, porém, com tratamento médico, é possível ter uma qualidade de vida satisfatória.

LER/DORT

Você com certeza já ouviu falar das Lesões por Esforços Repetitivos (LER), também chamadas de Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT).

Esses conceitos reúnem uma série de distúrbios do sistema musculoesquelético ligados, especialmente, à profissões cuja prática consiste em realizar movimentos constantes.

Somente no Brasil, mais 2 milhões de pessoas por ano são diagnosticadas com LER/DORT. Pessoas que trabalham muitas horas em frente ao computador ou carregando peso correm mais riscos de sofrer de LER/DORT na coluna.

O diagnóstico pode ser feito clinicamente, sem necessidade de exames e o tratamento consiste, basicamente, em medicamentos anti-inflamatórios, repouso da área afetada e fisioterapia.

Em casos mais graves, pode ser necessária uma cirurgia e uso de corticoides. Por isso, a causa exata da LER/DORT é fundamental na definição do melhor tratamento para cada paciente.

Alguns dos sintomas mais comuns são rigidez nas articulações; sensação de formigamento; dificuldade em realizar movimentos e alteração na sensibilidade.

Osteoporose

A osteoporose é uma doença metabólica, ainda sem cura, que consiste na diminuição da densidade dos ossos.

Algo que muitas pessoas não sabem é que o esqueleto humano está em constante processo de renovação e existem dois tipos de células responsáveis por esse processo: os osteoclastos e os osteoblastos.

Enquanto os osteoclastos trabalham absorvendo minerais e eliminando partes mais envelhecidas dos ossos, os osteoblastos produzem ossos novos para fazer a reposição.

O combustível de todo esse processo é o cálcio, que é absorvido pelo nosso organismo através da vitamina D.

Dessa forma, em média, a cada dez anos, o nosso esqueleto todo se renova.

O problema é que com o envelhecimento há um desequilíbrio metabólico, onde os osteoclastos trabalham em excesso e os osteoblastos com deficiência. O resultado disso é que os ossos se tornam mais porosos e fracos.

Certos fatores de risco podem aumentar as chances de uma pessoa desenvolver osteoporose, como consumo de álcool; sedentarismo; tabagismo; histórico da doença na família; baixa produção de hormônios; menopausa; alimentação deficiente em cálcio e vitamina D; pouca exposição ao sol e alguns tipos de câncer.

Pessoas de origem asiática estão mais propensas a ter a doença, assim como pessoas de pele branca, baixas e magras.

O maior problema causado pela osteoporose são as fraturas, que podem ocorrer com um simples espirro ou tosse mais fortes.

Um dos locais mais importantes do nosso corpo que pode sofrer com as fraturas da osteoporose é a coluna vertebral.

Fibromialgia

A fibromialgia se caracteriza por uma dor generalizada pelo corpo, principalmente, nos tendões e articulações.

Outros problemas decorrentes da doença são fadiga constante, falta de disposição, sono insatisfatório, sensibilidade maior à dor, ansiedade e depressão.

Ainda não se sabe a causa exata e nem a cura da fibromialgia, porém, podemos afirmar que ela está ligada ao funcionamento do sistema nervoso central e que os pacientes diagnosticados possuem níveis baixos do hormônio serotonina.

Cerca de 90% dos casos são registrados em mulheres, na faixa entre 35 e 50 anos. Geralmente, quando uma pessoa sente dor em um ponto específico do corpo, é sinal de que há uma lesão ou inflamação no local, mesmo que leve.

No caso da fibromialgia isso não acontece, o paciente sente dores sem haver uma causa definida. Não há lesão, não há inflamação, apenas a dor causada pelo funcionamento desregulado do sistema nervoso central.

A consequência positiva, nesse caso, é que quem sofre da doença não têm deformidades físicas, como em outras doenças reumáticas.

Essas são algumas das principais doenças reumáticas que podem afetar a coluna vertebral. Como pudemos ver, a maioria delas ainda não tem cura, porém, com diagnóstico preciso e tratamento adequado, é possível ter qualidade de vida.

Em alguns casos, pode ser necessária uma intervenção cirúrgica para reduzir as dores. Na clínica Vertebrata, temos diversos tipos de tratamentos minimamente invasivos, em que o paciente recebe alta e sai caminhando no mesmo dia do procedimento.

Entre em contato conosco e marque uma consulta para saber mais informações!

Agência de Marketing Digital


Leia também

  • 3 cuidados com a coluna na quarentena3 cuidados com a coluna na quarentena A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) abalou o mundo em diversos aspectos e impôs mudanças drásticas nas nossas rotinas diárias.A principal delas é o isolamento social, que fez com […]
  • Escolha o sapato correto para evitar dores na colunaEscolha o sapato correto para evitar dores na coluna Os pés são a nossa sustentação. Eles suportam todo o peso do nosso corpo e são responsáveis pelo nosso deslocamento no dia a dia. Uma pisada inadequada durante todo o dia, por exemplo, […]
  • Guia da coluna: entenda os principais termosGuia da coluna: entenda os principais termos A coluna vertebral é uma das partes mais importantes do nosso corpo. É o que nos equilibra, dá sustentação e aguenta todas as pressões do dia a dia: má postura, sobrecarga de peso, […]
  • Mitos e verdades sobre a coluna vertebralMitos e verdades sobre a coluna vertebral “De médico e louco, todo mundo tem um pouco”. Já ouviu esse ditado? Pois é. Quando o assunto é dor na coluna vertebral, todo mundo tem uma opinião ou palpite para dar.Porém, alguns […]
  • Espondilite Anquilosante: um problema que pode ir além da coluna vertebralEspondilite Anquilosante: um problema que pode ir além da coluna vertebral Você sabia que hoje, 7 de maio, é o Dia Mundial da Espondilite Anquilosante? A data é um momento de conscientização a respeito dessa doença reumatológica que afeta a coluna vertebral e […]
  • Cuidados com a coluna nas tarefas domésticasCuidados com a coluna nas tarefas domésticas Tão importante quanto a nossa postura durante o expediente de trabalho, é a postura para a realização das tarefas domésticas, que costumam ser tão repetitivas quanto. Especialmente, para […]

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of