Dor de cabeça x Má postura

26 de fevereiro de 2020 | sem comentário | Categoria(s): coluna vertebral, dor na coluna, dores nas costas, tratamento dor nas costas, tratamento para coluna, tratamentos, vertebrata

Você sofre com constantes dores de cabeça, já tomou diversos analgésicos e nada resolveu? Saiba que a causa pode estar na sua coluna! É a chamada cefaleia tensional. Esse tipo de dor de cabeça é caracterizada por uma sensação de aperto no topo da cabeça, na testa ou na nuca, geralmente no final do dia.

Ela pode ser de dois tipos: Episódica (causada por um evento específico) ou crônica (que se repete frequentemente). A cefaleia tensional é resultado da tensão da região cervical da coluna (pescoço) e da musculatura do crânio, causadas, em geral, pela má postura ao mexer no celular, durante o expediente de trabalho, na limpeza da casa, ao carregar as compras, etc.

A dor costuma durar de meia hora até uma semana e sua intensidade vai de fraca a moderada, por isso, não costuma ser incapacitante. As mulheres costumam ser as maiores vítimas desse problema, que pode ter sensibilidade à luz e ao barulho em alguns casos.

Saúde mental importa

Um dos gatilhos para a tensão na coluna são as doenças que afetam a mente, como depressão, ansiedade e síndrome do pânico. Ao pensar demais no futuro ou em questões não resolvidas do passado, as sensações físicas são antecipadas ou resgatadas e desencadeiam as dores crônicas.

Cefaleia rebote

Um dos perigos da automedicação é a criação de um fenômeno chamado cefaleia rebote. Ela consiste em uma farmacodependência que faz com que a pessoa, ao ter a expectativa de que em breve terá uma dor de cabeça, já se antecipa e ingere um analgésico, mesmo sem sentir dor.

Essa prática acaba se tornando um ciclo vicioso, que resulta na queda da eficácia dos medicamentos com o passar do tempo, além de criar um gatilho que faz com que a pessoa sinta dores simplesmente pelo fato de não ter tomado remédio. Nesse caso, o paciente precisa passar por uma detoxificação. O recomendado é ingerir analgésicos, no máximo, uma vez por semana.

Tratamento e prevenção

O médico irá prescrever, para casos mais simples, o uso de medicamentos analgésicos com a devida frequência, para casos mais crônicos, pode ser necessária a prescrição de antidepressivos.

Muitos hábitos que podem ser adotados para prevenir a cefaleia tensional, também costumam ser indicados para auxiliar no tratamento da dor como, por exemplo:

  • Adoção de uma postura adequada nas funções do dia a dia para alívio da pressão na coluna;
  • Ingestão diária de, no mínimo, 1000mg de cálcio;
  • Prática de exercícios regulares para fortalecimento da musculatura;
  • Ingerir, pelo menos, três litros de água por dia;
  • Buscar tratamentos médicos e/ ou alternativos para o alívio da saúde mental (psicólogo; psiquiatra; meditação; ioga; acupuntura; massoterapia);
  • Ter atenção com o alinhamento da coluna na hora de dormir. A saúde do sono também é fundamental para as dores de cabeça;
  • Evitar a ingestão de alimentos e bebidas que estimulam a cefaleia, como realçadores de sabor; embutidos; chocolate; queijo; café e álcool.

Tenha o costume de anotar a frequência e a intensidade das crises de dor. Tendo o registro dessas informações você pode detectar gatilhos e também auxiliar o médico no diagnóstico.

Médico neurocirurgião especialista em tratamentos da coluna vertebral, é membro titular da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, Academia Brasileira de Neurocirurgia e Sociedade Brasileira de Coluna, bem como da North American Spine Society e Spinal Artroplasty Society.


Leia também